[SOS Cast 15] Uma Década de Animação em Hollywood

A grande espera pela chegada de Toy Story 3 não deixa nenhuma dúvida: ninguém mais pensa que animação é coisa de criança. Longe do passado da diversão infantil, as animações disputam o espaço com a elite de Hollywood, faturando mais dinheiro e impressionando mais que os filmes com atores de carne e osso. É a nova dinâmica do cinema, que vive o auge de uma década das mais produtivas para o gênero. Fábio M. Barreto e Wikerson Landim conversam sobre os efeitos desse novo momento e comentam os principais eventos da década dentro do gênero. Qual o melhor? Quem frustrou? Quais os diretores à frente dos grandes filmes? Tudo isso e muito mais nesse episódio imperdível do SOS Cast!

Participe deixando sua opinião! Qual a melhor animação da década? E envie e-mails para concorrer a ingressos de cinema e um DVD na promoção “1 Grau de Separação”!

[IMPORTANTE]
A versão sem música está disponível para download no final deste post.

LINKS RELEVANTES:
Crítica Wall-E (Fábio M. Barreto, SOS Hollywood)
The Chubb Chubbs, animação vencedora do Oscar
Entrevista com John Lasseter
Trailer de “Rio”, nova animação de Carlos Saldanha.
Crítica: Toy Story 3 (Fábio M. Barreto, Portal Terra)

MÚSICAS DA EDIÇÃO:
Two Worlds, Phil Collins (Tarzan)
Down to the Earth, Peter Gabriel (Wall-E)

Duração: 1h37min

EDIÇÃO:
Marcelo Salgado

IMAGENS:
Marcus Roberto

SUGESTÕES, CRÍTICAS, PIADAS, RESPOSTAS PARA O FINAL DE LOST

Envie e-mails para: contato@soshollywood.com.br

NO TWITTER:
@soshollywood

RSS e iTunes
ATUALIZADO: Adicione o feed do SOSCast no seu iTunes ou outro serviço de download.

[display_podcast]

Sobre 

Fábio M. Barreto roteirista e diretor de cinema e TV. Baseado em Los Angeles, nos Estados Unidos, atuou como criador de conteúdo multimídia, mentor literário e é escritor premiado e com vários bestsellers na Amazon.com.br. Criador do podcast "Gente Que Escreve" e dos cursos "Escreva Sua História" e "C.O.N.T.E. - Curso Online de Técnicas para Escritores".

    Saiba mais sobre mim:
  • facebook
  • googleplus
  • linkedin
  • twitter
  • youtube

41 comentários sobre “[SOS Cast 15] Uma Década de Animação em Hollywood

  1. Este foi um dos primeiros SOS Cast que eu ouço, estou gostando muito! Como sou ilustradora, quadrinista e meu noivo trabalha em um estúdio de animação como storyboarder, adoramos desenhos animados e nunca os consideramos algo desimportante.

    Minha animação favorita da Pixar é o UP, embora a primeira metade de Wall-e seja insuperável. Coraline é lindo, muito melhor do que eu esperava, como me arrependo de não ter visto no cinema! Acho que posso falar sobre os gostos do meu noivo e declarar que a animação favorita dele é O Gigante de Ferro, um filme 2d lindíssimo mas que passou batido por aqui. Uma pena, pois poderia ser considerado um grande clássico. Os profissionais da área gostam de encher a boca ao falar desta animação pois é considerada perfeita em termos técnicos.

    No entanto, achei muito estranho que nenhum filme oriental 2d tenha sido sequer mencionado. Oras, se vamos falar de produções européias e de um filme tão insípido quanto “Final Fantasy” por que esquecer primores como “A Viagem de Chihiro”, de 2001 (que ganhou um Oscar de melhor animação) e “Castelo Animado” do mestre Hayao Miyazaki? Se estão sentindo falta de um bom 2d, acho que deveriam conhecer este diretor.

    Ah, e se não assistiram estas animações no cinema, perderam uma linda experiência. A animação mais recente do Miyazaki, “Ponyo”, virá para os cinemas brasileiros nas férias. Este filme mescla fantasia infantil que beira a bizarrice e uma animação “maníaca”, detalhadíssima.

    1. Oi Tanko!

      Não falamos de Miyazaki pois faremos um programa só pra ele quando Ponyo estrear! 😀

      Estrevistei o Hayao e vamos usar isso num programa especial! Essa edição foi “hollywoodiana”.

      Sobre Gigante de Ferro. Gosto dele, mas confesso que sofri um pouco pelo ritmo. Aquele clima futurista e as descobertas do garoto sobre as realidades de seu mundo me intrigaram, mas faltou algo. Nunca analisei direito. Por esse aspecto, gosto mais de Titan AE.

      Obrigado pelo comentário! 😀

      Abs,
      Fábio

      1. Ah, esqueci que estava lidando com profissionais! *risos* Fiquei feliz agora, vou aguardar ansiosamente pelo programa. O Miyazaki é um sujeito fascinante! Meus parabéns por elevar o nível dos podcasts do país.

        Eu entendo que seja edição “Hollywoodiana”, mas Persépolis e Bicicletas de Bellevile não são propriamente “hollywoodianos”, de modo que achei que o assunto se encerraria por aqui.

        Eu adoro o climão futurista-retrô do Gigante de Ferro, mas também não é a minha maior paixão em termos de animação (que é o Miyazaki, lógico!), mas se o meu noivo diz que o storyboard e a animação são perfeitos eu não tenho como discordar, já que trabalho com desenhos que não se mexem.

        Só para fazer mais um mimimi, então esqueceram o “Steamboy”. (quanto melhor o trabalho, maior a cobrança, eheheh)

        Obrigada por responder! Agradeço a atenção.

  2. Wall-E certamente foi tecnicamente a melhor animação de todos os tempos e um dos melhores filmes também. No entanto, quando vi Up – Altas Aventuras, meu espírito se enriqueceu. Dessa forma, fico dividido entre a perfeição plástica e emocionante de Wall-E e a magia humana e amorosa de Up.
    Mas não posso deixar de lado a explosão de cabeças que foi Toy Story, quando, para mim, as animações deixaram de ser apenas infantis. Já havia visto Fievel – Um conto americano e achado lindo, mas Toy Story quebra a barreira de uma vez e, de quebra, dá uma guinada tecnológica na maneira de se fazer animação.
    Foi ótimo editar esse programa e uma delícia brincar com as trilhas sonoras belíssimas. Verdadeiras obras de arte.

  3. Pingback: AnDré ZuiL
  4. Pingback: Ock-Tock
  5. Apesar de grande admirador de animações vindas de outras produtoras que não a Disney, confesso que a Pixar revolucionou o cinema de animação (que o digam Wall-e, Toy Story, Os Incríveis e Monstros S/A. Que venha a parte 3 de toy story, que eu já tive oportunidade de ver algumas cenas e adorei (além do Rio, dirigido pelo Carlos Saldanha, co-diretor de Era do Gelo) cujo trailer já se encontra no You Tube.

  6. Pingback: wikersonlandim
  7. Acho que o Shrek foi a animação mais simbólica da última década. Até então as animações ficavam sempre no mesmo cenário: filme anual da Disney, infantil, com promoção no mac lanche feliz.
    Quando a Fiona permaneceu como ogro no final, fui pego de surpresa, apesar do filme debochar dos contos de fada o tempo todo, não esperava essa conclusão.
    Bem, eu acredito que o Shrek antes de ser visto como uma animação infantil é um Blockbuster feito para o público de Blockbuster.

    Wall-E também é minha animação preferida, é uma realização perfeita da sétima arte.

    UP-Altas Aventuras é um filme muito surpreendente, a primeira vista não tem como ser mais infantil, balhões coloridos, criancinha com uniforme de escoteiro e cachorros falantes.
    Porém o tema não podia ser mais adulto, seriamos fracassados por não ter atingidos nossas aspirações de vida?
    É do CARALH* a cena em que ele folheia o álbum de fotografia e vê que proporcionou uma vida feliz para a esposa.

    As vezes uma estória ser mostrada através da animação leva vantagem sobre o live action. Por não terem verosimilhança com a realidade permite que os espectadores mais céticos comprem a idéia mostrada, pois iniciam o filme com a cabeça mais aberta.

    Será que Shrek, UP e Wall-E fariam o mesmo sucesso se fossem em 2D?

  8. Oi Barreto e Landim!
    Ainda estou baixando o cast, mas deu pra ver que vai ser bem legal! Gosto muito de animações. Lembro até hoje como riram de mim na rádio quando eu falei, num programa especial de cinema, que o melhor filme que eu já tinha visto e aquele que era o meu favorito eternamente era “A Viagem de Chihiro”.
    A Pixar anda sendo a mestra da animação ultimamente. Não dá nem mais graça ver o Oscar na parte de animação. Eles sempre ganham hehehe. Mas filmes como “Como Treinar Seu Dragão”, da DreamWorks, “Os Fantasmas de Scrooge” (não sei quem era a produtora) e “Tá Dando Onda”, da Sony, são muito bons tambem! Quero ver “O Fantastico Senhor Raposo”, que não vi por estar em um cinema muito longe daqui de casa.
    Vou ouvir o programa e depois comento alguma coisa a mais aqui!
    Abraços pessoal! E Fábio: eu ADORO te ouvir no RapaduraCast! No programa sobre Alice e no do Robin Hood tu foi INCRIVEL! PARABENS MESMO!
    Até mais!

  9. Ah, uma coisa que eu esqueci. Juro, se vocês fizerem um programa sobre o Miyazaki, eu mando uma mensagem de voz pra vocês e um email GIGANTESCO! AMO OS FILMES DO CARA! Tenho quase todos! “Princesa Mononoke” é ótimo, a musica de “Mimi wo Sumaseba” (que nos States é “Whisper of the Heart”) é inesquecível, “Kiki” tem uma das personagens mais carismáticas do Ghibli e “Reino dos Gatos” tem um dos melhores personagens deles, o Barão!
    Meus mais sinceros parabens por ter conseguido entrevistá-lo, cara!

  10. Curti muito o podcast. Um dos podcasts com mais conteúdo e bem editados que eu ja vi(ouvi, aliàs xD). Ja ouço o Barreto há um tempo nos rapaduras e gosto muito. Vocês são dos meus, tbm tenho “Wall – E” no meu Top 5 , tamanha perfeição. Não lembro se vocês falaram, mais senti falta de “Surf’s Up”, que tem um dos melhores efeitos de água que eu ja vi, fora o estilo de narrativa muito legal, meio documentário às vezes.E tbm tem o “Ta chovendo hamburguer”, “9 – Salvation” que eu gostei muito. No aguardo de novos episódios, abraço.

  11. Parece que não é só naquela crítica de Lost que a gente acabou pensando a mesma coisa sem se falar. 😉

    Minha animação preferida é Wall-E, um filme perfeito, bem como você colocou. E Monstros S.A. é um filme soberbo, mesmo, apesar de apontar só na direção do entretenimento, enquanto Wall-E joga com elementos que um cinema mais maduro costuma costurar.

    Mas não posso deixar de falar de Ratatouille que, como o Wikerson bem falou, tem um significado mais do que especial para aqueles que gostam de lidar com crítica de arte. Eu choro toda vez que revejo aquela cena final, em que Ego narra sua crítica ao jantar preparado por Remy. Lindo demais.

    E, para terminar, eu concordo com cada palavra do seu editorial, Barretão. Não podia ser diferente. O que mais me deixa irritada são mesmo as pessoas que não conseguiram chegar ao ponto de distinguir uma crítica de uma opinião, que não separam o “eu gosto/eu não gosto” do “é bom/é ruim”. Quantos filmes lindos a gente vê por aí e sai do cinema com a certeza de que nunca mais vai querer ver na vida? São ótimos, bem feitos, e tudo o mais, mas não são do seu gênero, você não é o público daquilo. Eu repito sempre lá no Spin-Off que séries como Friday Night Lights podem ser maravilhosas – para quem gosta de produtos feitos para adolescentes. Eu não curto, e ponto final. Mas quem disse que as críticas param de chegar? É a vida, querido. Sempre vai ter um troll a mais na internet. O importante é não alimentá-lo.

    Beijos pra equipe do SOS – estou te incluindo aqui, Salgado! 😉

    Vana

  12. Eu, como de praxe, não vou fazer algum comentário construtivo ou uma analise mega rebuscada sobre animações em 3D.

    Vou me deter no fato de que eu chorei assistindo Wall-E (não no cinema, mas em casa, quando revi), principalmente na fantástica cena da dança espacial. Eu fico pasmo com tamanha carga emocional que essa cena arranca de qualquer pessoa, a ponto de você esquecer que está vendo uma animação.

    =D

  13. Aí rapazes do SOS Hollywood!
    Tenho acompanhado os casts,e estão ótimos.Agora então que o Fábio pode interagir com outra pessoa (ainda mais essa pessoa sendo tão bem informada como o Wikerson)ficou muito melhor.
    Então bem interessante o cast sobre animação,falou-se muito de Pixar,Dreamworks(ufa,ainda bem que citaram Persépolis…)mas sem querer ser chata(e já sendo…haha)fóra o Miyasaki que citaram acima,faltaram uns caras cujo trabalho é de suma importância e tem trabalhos em animação infantis/adultos de grande qualidade já que falou-se em década:
    Vou colocar os nomes e os links,caso queiram ver os trailers:

    Renaissance-(França-2006)Direção: Christian Volckman – Roteiro: Alexandre de La Patellière e Mathieu Delaporte, baseado em adaptação de Jean-Bernard Pouy e Patrick Raynal
    http://www.youtube.com/watch?v=UykfJa4IZ6Q

    Simplesmente todos os de Michel Ocelot:
    Azur e Asmar-(França-2006)
    http://www.youtube.com/watch?v=wTPFO3iW6E4&feature=PlayList&p=4D3042F75D6BBA38&playnext_from=PL&playnext=1&index=99
    Príncipes e Princesas – (França-1999)
    http://www.youtube.com/watch?v=65__DdDuyd0
    Kirikou 1(1998) e 2(2005):
    http://www.youtube.com/watch?v=gxUiV9-R26k
    http://www.youtube.com/watch?v=dek6065rdTE&feature=PlayList&p=0A19F49782F45FFF&playnext_from=PL&playnext=1&index=4
    Fear(s) of dark (Peur’s Du Noir-França 2008)Direção Blutch
    http://www.youtube.com/watch?v=70oVIphkXcw&feature=related
    E por aí vai,galera…
    Sem contar essas animações que aparecem no Oscar todos os anos que são um deslumbre.
    Taí, só pra citar(e quem sabe) indicar algumas animações para vocês conhecerem.
    Abraços
    @AngelicaHellish

    1. Oi Angelica! 😀

      Acho que foi vacilada nossa não ser mais claro no programa, mas estávamos falando sobre animações Hollywoodianas/Comerciais. As Bicicletas de Belleville, Persepollis e Valsa com Bashir entraram pq acabamos pensando na hora, mas o objetivo era olhar pra Hollywood nesse período. Por essas e outras que vamos fazer outro programa, saindo do eixo norte-americano. 🙂

      Gosto muito de Princepes e Princesas, alias. :p

      Não conhecia Azur e Asmar. e Kirikou achei meio distante do meu gosto, mas muito bem feito. Só vi por cima uma vez.

      Valeu pelo email e pelas recomendações!

  14. Olá Fábio, Olá Wikerson,
    Ficou muito bom esse podcast sobre animação.
    Infelizmente nenhuma dessas animações citadas eu vi em 3D, pois é muito difícil chegar dessas cópias aqui no cinema da minha cidade, até hoje só passou dois filmes em 3D: Pequenos Espiões 3 e os mosconautas. Depois vou conversar com a gerente do cinema daqui para perguntar a razão disso.
    Acho muito difícil dizer qual a melhor animação de todas, pois a Pixar esta sempre se superando, é sempre um filme melhor que o outro, mas, de todos, o único que fez eu me emocionar assistindo apenas o trailer foi Wall-E. E com o filme foi a mesma coisa, principalmente na parte inicial que achei uma das mais fantásticas.
    Up foi outro filme que me fez emocionar novamente no cinema… principalmente, também, na parte inicial.

    Eu gostei muito de Monstros vs. Alienígenas… achei muito engraçado. Vi no cinema e várias vezes em DVD e sempre me divirto assistindo ele.

    Finalizando, demorei um pouco para ouvir esse podcast devido ao acumulo de podcast que tive nesse final de semana devido ao feriado, mas finalmente ouvi.
    Ficou um excelente trabalho, as musicas ficaram ótimas.
    Parabéns e abraços.

  15. Pingback: wikersonlandim
  16. Sobre gostar da foto, gostar sem argumentos, acho:

    Gostar só da foto, para mim é você achar o filme bonito, simpático, mas não toca sabe? Você não ri, não chora, quando o filme é previsível…

    E sobre gostar sem argumentos: Todo mundo tem argumentos mas, muitas vezes, não sabe se expressar e explicar o motivo porque gostou do filme. 🙂

    Programa muito bom, parabéns:-)

  17. Ah! Meu top 5:

    1) Os Incríveis – é a família, somado com o que todo mundo queria ser, um herói, não sei porque não teve um 2…

    2) Wall-E – Crítica excelente ao meio ambiente, a sociedade, sem comentários

    3) Toy Story – foi o primeiro, marcou:-)

    4) Kung Fu Panda – divertido, e tem uma bagagem cultural legal em termos artes marciais

    5) UP: É ótimo, mas ele só me fez chorar e não rir, e prefiro comédias, por isso dica em quinto:-)

    Bjs

  18. Olá amigos do SOScast.
    meu filme da década com certeza é UP.
    Não só pelo filme que é maravilhoso mais por ter um personagem da terceira idade. E pra qualquer pessoa que teve ou tem uma ligação emocional com um avô ou avó não tem como não se emocionar com aquele ranzinza mais que tbém é super fofo carinhoso do modo dele.
    eu chorei muito mais muito mesmo no cinema.
    eu agradeço a pixar por ter me feito ficar tão emocionado assim ao assistir um filme.

  19. Eu ouvi e nem vai dar tempo de comentar muito, mas estou com vocês. Wall-E é a melhor animação. E digo porque: Wall-E é poesia! É um filme de arte. Nós chamamos de “animação” mas ele é muito, muito, muito maior que isso. Traz o cinema mudo, musicais antigos, valoriza o movimento e as ações tem muito mais valor que qualquer palavra. Expressões em um robô quadrado, crítica social em vários aspectos. Mas acima de tudo: poesia. Você sente como uma atração de dança ou uma orquestra sinfônica, música clássica, ou um quadro famoso, só que em uma mídia totalmente diferente. Por isso ele é o melhor.

    Em 2D meu preferido é “A Bela e a Fera”. A mensagem é linda, nos diz para valorizarmos as pessoas por dentro e não pelo seu exterior e muitas vezes em uma pessoa fechada é porque pode haver algo errado. Se eu assistir hoje de novo, acho que choro do mesmo jeito. 😀

    E concordo concordo sobre o que você disse sobre filmes. Chega a ser coincidência que é exatamente o que está escrito no meu pequeno blog de cinema.

    “Cinesense
    Porque a motivação fundamental do cinema é provocar sentimentos.”

    http://www.cinesense.wordpress.com

    Muito legal o sos-cast, é o primeiro que eu ouvi e vou baixar os outros também.

  20. Boa noite.
    Muito bom o soscast sobre animação, só senti falta de mencionarem O Fantastico Sr. Raposo de Wes Anderson, um dos diretores do cinema indie mais respeitados, só o fato dele ter filmado quase todas as cenas em live action para que a interpretação dos atores nas falas ficasse mais crível já é uma realização inédita.
    Outro item que gostaria de citar é a respeito do longa Final Fantasy, o estúdio responsável pela tecnologia pioneira da época fechou as portas por causa do fracasso do filme mas vive até hoje dos direitos sobre alguns softwares e tecnicas de renderização usados em desenhos 3d de hoje.
    A respeito da água nos filmes ou desenhos 3d, a pixar se mostra muito a frente do seu tempo, apesar de ser um dos efeitos mais difíceis de se conseguir na renderização, eles já em Procurando Nemo, tiveram que atenuar no realismo porque o resultado dos testes de animação estavam sem distinção de cenas reais do oceano, vi isso em um comparativo de testes entre cenas 3d e cenas reais do mar no disco 2 do dvd lançado por aqui.
    Continuem com os sos cast, nós os pregiçosos (diria práticos) de plantão agradecemos.
    1 Abraço.

  21. As minhas animações favoritos são ‘Wall-e’,’Rei Leão’, e desde essa sexta a noite ‘Toy Story 3’ também entrou para essa lista. Outro filme de marcação que gosto muito é ‘Mary & Max’, infelizmente não muito conhecido,lançado ano passado lá fora.

    Ótimo cast! Parabéns, um ótimo papo sobre animação e cinema ! 😉

    Gosto muito de fazer filmes, e pretendo trabalhar como diretor. Já fiz um curta finalizado (bem curto mesmo XD), em animação; e estou elaborando um outro curta (em live-action). Se interessar a alguém, aqui o link do meu curto curta (que não é muito bom), uma espécie de stop-motion (mas sem os “bonequinhos de massinha”): http://www.youtube.com/watch?v=m4yzQ9QmNb0 (o tempo dos frames não ficou muito bom, foi o mínimo de tempo que consegui…)

  22. Olá, já acompanho o site e os podcasts há algum tempo, mas só agora resolvi comentar. Gostaria de citar uma animação que fez parte da minha infância e quase ninguém lembra: Em Busca do Vale Encantado (produção de Spielberg e Lucas). Filme simples e curto, mas bem legal. Ahh cara, os editoriais são muito bons, para mim a melhor parte dos casts, sempre uma opinião relevante e com conteúdo, bem escritos e narrados. Forte abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *