Desafio das 3 Páginas

Gente Que Escreve 041 – Desafio das 3 Páginas – II

Nesse novo Desafio das 3 Páginas, analisamos dois textos dos ouvintes: “Inevitabilidade Insignificante”, de Leonardo Carnelos, e “Um a menos, uma a mais”, de Camila Laguzzi. Leia os textos e escute as dicas! Gostou? Participe do desafio!

Antes, ou durante o programa, leia aqui os textos:
Inevitabilidade Insignificante“, de Leonardo Carnelos;
Um a menos, uma a mais“, de Camila Laguzzi

Quer participar? Clique aqui: Participe!

Ouça, comente e compartilhe!

APOIE O GENTE QUE ESCREVE

Na nossa campanha de Apoio Coletivo, você pode ajudar o Gente Que Escreve a trocar equipamentos, pagar os custos de hospedagem, investir em equipe, e, acima de tudo, garantir a assiduidade dos programas. O programa vai continuar com distribuição gratuita, então, mesmo que você não possa ajudar financeiramente, colabore divulgando para os amigos e participando da nossa comunidade tanto no Facebook quanto nos comentários dos programas.

Para conhecer a campanha e ver como você pode colaborar, visite a plataforma de sua escolha:
Apoia-se – clique aqui.
Patreon – clique aqui.

APRESENTAÇÃO

Fábio M. Barreto & Rob Gordon

EDIÇÃO DE ÁUDIO

Rafael Aguiar

ARTE DA CAPA

Thiago Dalleck

LOGOTIPOS

André Zuil

MÚSICA TEMA

Daniel Bellieny

DESIGN DO SITE

Alexandre Chaves – Fireball

LINKS RECOMENDADOS

Barreto na Amazon – Horror, FC & Fantasia, Suspense e mais!
Rob Gordon na Amazon – Só um, por enquanto!
Terapia – HQ premiada do Rob Gordon
Championship Vinyl – Blog do Rob Gordon.
Championship Chronicles – Blog de Crônicas do Rob Gordon.
Goodreads – Livros do Barreto na comunidade norte-americana.

DESAFIO DAS 3 PÁGINAS

Clique aqui e participe.

FEED DO iTUNES

https://itunes.apple.com/us/podcast/gente-que-escreve/id1042737562
Assine, comente e avalie!

FEED PARA OUTRAS PLATAFORMAS

http://feeds.feedburner.com/GenteQueEscreve

SIGA/CURTA AS NOSSAS REDES SOCIAIS

http://www.twitter.com/gentequeescreve
http://www.facebook.com/gentequeescreve
http://instagram.com/soshollywood
https://instagram.com/robgordon_sp
https://www.facebook.com/soshollywood
https://www.facebook.com/robgordonsp
http://twitter.com/fabiombarreto
http://twitter.com/robgordon_sp

SUGESTÕES, CR͍TICAS, DÚVIDAS E CHUTES NA CANELA.

Envie e-mails com “Gente Que Escreve” na linha de Assunto para: gentequeescrevepodcast@gmail.com

Sobre 

Fábio M. Barreto roteirista e diretor de cinema e TV. Baseado em Los Angeles, nos Estados Unidos, atuou como criador de conteúdo multimídia, mentor literário e é escritor premiado e com vários bestsellers na Amazon.com.br. Criador do podcast “Gente Que Escreve” e dos cursos “Escreva Sua História” e “C.O.N.T.E. – Curso Online de Técnicas para Escritores”.

    Saiba mais sobre mim:
  • facebook
  • googleplus
  • linkedin
  • twitter
  • youtube

23 comentários sobre “Gente Que Escreve 041 – Desafio das 3 Páginas – II

  1. Agradeço demais as ponderações realizadas e o carinho com meu texto. Todas as sugestões serão acatadas. Assim que eu tiver uma nova versão reposto aqui para eventuais interessados em ler o resultado.

    Agradeço ainda as inspirações do texto: Roadside Picnic de Boris e Arkady Strugatsky, e O Problema dos Três Corpos de Cixin Liu.

    Comentários pontuais:
    Caramba, Rob! Você confirmou algo que eu já suspeitava, eu sou péssimo em diálogos.

    O texto faz parte de uma história maior. Minha expectativa é que pós revisão ele fique bem maior e se torne um capítulo. Por hora fiz apenas este estudo de personagem.

    Pausa para respirar, oxigenar o texto. Vocês tinham que fazer tantas piadas com a minha profissão assim?

    O Fábio em determinado momento do programa afirma que aquele não era o meu objetivo. Escalreço que o meu Objetivo é Paulista, e o resto é filial. [piada interna]

    Revisando o texto em 3, 2, 1, vai!

    Sds
    Leonardo Carnelos

    1. Gostei muito do texto! Esse é exatamente o tipo de texto que eu quero escrever… é muito parecido com um conto de ficção científica que eu estou escrevendo… acho que você poderia ser um leitor beta pra esse conto. Vou deixar a sinopse aqui.

      Formigas buscarão (o nome é velho hahahahaha)

      Sinopse: quando um asteroide rochoso gigantesco começa a orbitar a Terra 2 o mundo inteiro passa a estudá-lo. Fatos ainda mais perturbadores, porém, ocorrem, e 2 astrônomos amadores com 1 telescópio pensam sobre o que realmente é o 2º satélite natural da Terra.

  2. Eu quase apaguei a palavra “crônica” do título, antes de submeter o texto ao desafio. Mas fiquei feliz por tê-la mantido afinal levou a diversos esclarecimentos sobre a diferença entre crônica e conto.

    Estou muito agradecida por todas as colocações de vocês dois. Já fiz os ajustes mais rápidos, de formatação*, e farei todos os outros ajustes em breve, para eliminar as dúvidas levantadas.

    Não é fácil receber críticas. Batimentos acelerados. Mas vale o medo rs. Aliás, tudo o que vocês estão fazendo é extremamente valioso. Obrigada mais uma vez.

    Apenas uma correção: eu já virei apoiadora 😉

    *e remoção de explicações desnecessárias, rs.

    1. Feliz por termos ajudado, Camila!

      Quanto ao apoio: eu levei em conta o status na postagem, então, como não estava marcado, não vi, sorry. OBRIGADO! =D entào, no fim das contas, foram dois apoiadores! heeheh

      Alias, seria legal saber como é a experiência “do outro lado”. Como foi receber essa avaliação? Se quiser compartilhar com mais detalhes, seria bacana.

      abs,
      Fábio

      1. Oi Fábio. Claro! Compartilho sim.

        Quando vocês postaram a imagem do episódio, mais de uma semana antes de ir pro ar (um adendo para o sadismo desse ato kkk), eu tive a certeza de que era o meu texto. Meu primeiro pensamento foi: “por que eu fiz isso?” O medo da crítica é o medo da exposição e da rejeição. Deu pra sentir um pouco do que vocês, como escritores profissionais, devem sentir quando lançam um trabalho novo e aguardam as reações de especialistas. Só essa experiência, e isso pode soar um tanto masoquista, já sanou minha dúvida inicial. Afinal, é para isso que estamos aqui, buscando nosso amadurecimento como escritores.

        Depois disso, quando finalmente chegou a hora do “3,2,1”, ouvir meu texto ser lido por vocês foi sensacional e o medo se transformou em pura atenção. Eu realmente precisava dessa leitura em voz alta, Rob. A cada comentário de vocês eu balançava a cabeça em positiva, concordando com tudo, como se estivessem na minha frente.

        Os comentários sobre o texto do Leo também foram fantásticos. Da forma como vocês conduzem a análise, fica muito claro quais são as falhas do texto, quais ajustes devem ser feitos para melhorá-lo e quais são os pontos fortes, que sobressaem no escritor. É praticamente uma consultoria individual-coletiva rs. O foco é o texto de um escritor mas gera aprendizados para todo mundo que ouve.

        E, assim, eu concluo o episódio e o depoimento, cheia de vontade de escrever ainda mais.

        Abs
        Camila

      1. Momento tenso, Marlon rs. Quem passou por isso na infância certamente se conecta mais profundamente com o texto. Que bom que foi assim com você. Obrigada por seu comentário aqui 🙂

        Um tempo atrás fiz uma pesquisa com amigos e iniciei uma lista de momentos críticos na infância, como esse do exame da micose. Minha ideia é criar uma série com essa temática. Se lembrar de alguma situação nessa linha, manda – ou mandem – pra mim.

  3. Excelente programa,assim como o anterior, vocês estão muito bem!
    Uma sugestão, por que não fazem o desafio em todos os programas?

    Tipo assim, uma hora da pauta da semana que é sempre ótima, e outra hora com um texto, talvez um texto escolhido no próprio dia ou na hora mesmo, assim seriam surpreendidos. =D

    A razão é pq cada desafio é uma verdadeira aula, e acredito, agregaria mais valor ao programa como um produto. Por exemplo, talvez eu não escute um episódio que fale de xyz pq não gosto desse estilo, mas não perderia de escuta-lo por que sei que um desafio das três páginas me aguardaria no programa e essa é uma parada que todos apreciam. O numero de apoiadores e ouvintes aumentaria com toda certeza pois teria ainda mais valor do que já tem.

    Não quero dizer o que vocês devem fazer, sou apenas um ouvinte, mas fica a sugestão.

    Abraço e parabéns pelo trabalho.

    1. Fala Lucas, tudo bem?

      Seria bem legal, porém, aí o programa ficaria dependente das análises e os temas seriam menores, sabe?

      Também vale lembrar que parte do meu trabalho é fazer essas análises, então preciso guardar algumas coisinhas para os clientes. É uma questão de ajudar da melhor maneira possível, sem exagerar ou ficar fazendo só isso.

      Acreditamos que UM por mês seja um bom número para o Desafio. Assim dá tempo para o pessoal escrever, assimilar o programa anterior, e submeter mais material. 😀

      Claro, se tivesse toda semana, poderia atrair mais gente, sim. Porém, queremos construir uma base interessada na arte toda, não apenas em conseguir uma análise gratuita eventualmente. Tudo que é demais estraga, acredite. 😀

      abraço,
      Fábio

  4. Oi Pessoal, acho fantástico esse desafio. Mais pra frente quero colocar alguma coisa por lá. A minha dica seria instruir os autores escolhidos a não corrigirem os textos no próprio link disponibilizado para avaliação. Fica bem ruim de acompanhar para quem ouve o podcast um pouco depois já que o que está sendo avaliado e o que está escrito já não são a mesma coisa. Abraços.

Deixe um comentário