Gente Que Escreve 033 – Criação de Personagens: Akira Kurosawa

Akira Kurosawa foi um gênio do cinema e, até hoje, o trabalho dele serve como modelo para contadores de história em vários formatos e mídias. Por conta disso, Fábio M. Barreto e Rob Gordon tomam “Os 7 Samurais” como base e ponto de partida para debater as estratégias de construção de personagem utilizada por Kurosawa, como ele inspirou outros cineastas e roteiristas, e, claro, como você pode pode tirar proveito das técnicas tão clássicas quanto efetivas!

Ouça, comente e compartilhe!

Participe do “Desafio das 3 páginas”:
– Publique um link com 3 páginas (word, corpo 11/12, espaço 1,5) do seu trabalho nos comentários (não cole o texto no corpo do comentário!). Vale Wattpad, blog pessoal, medium, e coisas do tipo (nada de post de Facebook, link de GDrive ou thread de Twitter), ou seja, PUBLIQUE o trabalho!
– Um ouvinte será sorteado para ser lido por mês. Barreto e Gordon vão avaliar seu trabalho durante o programa! Participe!

COLABORE COM O GENTE QUE ESCREVE

Na nossa campanha de Financiamento Coletivo, você pode ajudar o Gente Que Escreve a trocar equipamentos, pagar os custos de hospedagem, investir em equipe, e, acima de tudo, garantir a assiduidade dos programas. O programa vai continuar com distribuição gratuita, então, mesmo que você não possa ajudar financeiramente, colabore divulgando para os amigos e participando da nossa comunidade tanto no Facebook quanto nos comentários dos programas.

Para conhecer a campanha e ver como você pode colaborar, visite a plataforma de sua escolha:
Apoia-se – clique aqui.
Patreon – clique aqui.

APRESENTAÇÃO

Fábio M. Barreto & Rob Gordon

EDIÇÃO

Danilo Battistini

ARTE DA CAPA

Johnny Bijos

LOGOTIPOS

André Zuil

DESIGN DO SITE

Alexandre Chaves – Fireball

LINKS RECOMENDADOS

Escreva Sua História – curso gratuito e newsletter para escritores
Barreto na Amazon – Horror, FC & F, Suspense e mais!
Rob Gordon na Amazon – Só um, por enquanto!
Terapia – HQ premiada do Rob Gordon
Championship Vinyl – Blog do Rob Gordon.
Championship Chronicles – Blog de Crônicas do Rob Gordon.
Goodreads – Livros do Barreto na comunidade norte-americana.

FEED DO iTUNES

https://itunes.apple.com/us/podcast/gente-que-escreve/id1042737562
Assine, comente e avalie!

FEED PARA OUTRAS PLATAFORMAS

http://feeds.feedburner.com/GenteQueEscreve

SIGA/CURTA AS NOSSAS REDES SOCIAIS

http://www.twitter.com/gentequeescreve
http://www.facebook.com/gentequeescreve
http://instagram.com/soshollywood
https://instagram.com/robgordon_sp
https://www.facebook.com/soshollywood
https://www.facebook.com/robgordonsp
http://twitter.com/fabiombarreto
http://twitter.com/robgordon_sp

SUGESTÕES, CR͍TICAS, DÚVIDAS E A PERGUNTA CUJA RESPOSTA É 42.

Envie e-mails com “Gente Que Escreve” na linha de Assunto para: gentequeescrevepodcast@gmail.com

Sobre 

Fábio M. Barreto roteirista e diretor de cinema e TV. Baseado em Los Angeles, nos Estados Unidos, atuou como criador de conteúdo multimídia, mentor literário e é escritor premiado e com vários bestsellers na Amazon.com.br. Criador do podcast "Gente Que Escreve" e dos cursos "Escreva Sua História" e "C.O.N.T.E. - Curso Online de Técnicas para Escritores".

    Saiba mais sobre mim:
  • facebook
  • googleplus
  • linkedin
  • twitter
  • youtube

12 comentários sobre “Gente Que Escreve 033 – Criação de Personagens: Akira Kurosawa

  1. Sem dúvida o “Gente Que Escreve” é uma das minhas audições cativas e recursivas (acabo ouvindo 2 a 3 vezes alguns episódios).
    Aproveito para agradecer pelos insights, dicas, e tudo mais. Inclusive, resolvi uma questão da história em que estou trabalhando ao ouvir mais este episódio inspirador.
    Obrigada! 😀

  2. Ótimo programa. Kurosawa é um daqueles talentos que mesmo explorando os limites bem específicos de sua mídia (cinema), consegue criar obras tão elementais que nos serve como modelo de inspiração para qualquer tipo de representação artística.Seus filmes representam perfeitamente o dilema da fronteira: o samurai como homem de fronteira entre duas épocas (próximo ao Cowboy do western americano), a difícil colocação de sua obra como cinema ocidental demais ou oriental, assim como a própria linha que separa o que seria entretenimento e o que seria cinema arte.

    Gostei dos exemplos, mas acho que faltou um que é claramente baseado em Sete Samurais, até mais do que Shane (Os Brutos Também Amam), que no caso é o quinto volume da saga Torre Negra (Stephen King): Lobos de Calla.

Deixe um comentário