Gente Que Escreve 024 – Como a Ficção Influencia os Autores

Bem-vindo escritores brasileiros e amantes da literatura e do entretenimento!

Já parou para pensar nas mudanças que cada texto escrito gera em você, autor? Normalmente, pensamos no efeito que nossa ficção vai causar os leitores, mas somos igualmente influenciáveis pelas escolhas, ideias e criatividade que surge durante o “modo de escrita”. É algo meio insano de se pensar, mas esta situação pode – e vai – transformar você e seu texto com o passar dos anos, e precisamos saber lidar com isso.

Fábio M. Barreto e Rob Gordon discutem o tema, aproveitando declarações e experiências de gente mundialmente conhecida como Neil Gaiman e J.K. Rowling.

Pergunta: você se sente influenciado pelo que escreve?

Ouça, comente e compartilhe!

INSCRIÇÕES ABERTAS!CONTE Curso para Escritores

As inscrições para a nova turma do C.O.N.T.E. – Curso Online de Técnicas para Escritores estão abertas!
Para se inscrever, e aproveitar o desconto exclusivo para ouvintes do Gente que Escreve, clique aqui e use o código “gentequeescreve”.

As aulas começam em 23 de agosto! Vamos lá?

APRESENTAÇÃO

Fábio M. Barreto & Rob Gordon

EDIÇÃO

Fernando Barone

ARTE DA CAPA

Thiago Dalleck

MÚSICA TEMA

Daniel Bellieny

LOGOTIPOS

André Zuil

DESIGN DO SITE

Alexandre Chaves

LINKS RECOMENDADOS

C.O.N.T.E. – Curso Online de Técnicas para Escritores
CONTE Histórias
– Site dos alunos do CONTE 1
A Velha Casa na Colina, O Céu de Lilly e A Invasora – e-books do Barreto. Filhos do Fim do Mundo – romance premiado do Barreto.
O Dia em que a Inspiração Apareceu – Conto do Rob Gordon na Amazon.
Championship Vinyl – Blog do Rob Gordon.
Championship Chronicles – Blog de Crônicas do Rob Gordon.
Goodreads – Livros do Barreto na comunidade americana.

FEED DO iTUNES

https://itunes.apple.com/us/podcast/gente-que-escreve/id1042737562
Assine, comente e avalie!

FEED PARA OUTRAS PLATAFORMAS

http://feeds.feedburner.com/GenteQueEscreve

SIGA/CURTA AS NOSSAS REDES SOCIAIS

http://www.twitter.com/gentequeescreve
http://www.facebook.com/gentequeescreve http://instagram.com/soshollywood
https://instagram.com/robgordon_sp
https://www.facebook.com/soshollywood
https://www.facebook.com/robgordonsp
http://twitter.com/soshollywood
http://twitter.com/robgordon_sp

SUGESTÕES, CR͍TICAS E DÚVIDAS

Envie e-mails com “Gente Que Escreve” na linha de Assunto para: fmbescritor@gmail.com

 Post-O-CÇu-de-Lilly-3

Sobre 

Fábio M. Barreto é escritor e roteirista. Baseado em Los Angeles, nos Estados Unidos, atua como criador de conteúdo multimídia, mentor literário e é escritor premiado e com vários bestsellers na Amazon.com.br. Criador do podcast "Gente Que Escreve" e dos cursos "Escreva Sua História" e "C.O.N.T.E. - Curso Online de Técnicas para Escritores".

    Saiba mais sobre mim:
  • facebook
  • googleplus
  • linkedin
  • twitter
  • youtube

14 comentários sobre “Gente Que Escreve 024 – Como a Ficção Influencia os Autores

    1. Oi, Akari. Não, não faremos mais os desafios. Alguns ouvintes andaram se ofendendo e exigindo que nós lêssemos todos os textos, o que é inviável, e preferimos evitar este tipo de estresse. Fazemos o GqE para ajudar e colaborar, não para arrumarmos dor de cabeça. Melhor fazer menos e ajudar sempre, do que tentar abraçar o mundo e ter que enfrentar cobrança por ajuda gratuita. ;(

      1. Entendi. Sinto muito pelos problemas. (não fui uma delas, ok? rsrs) Bom, muito obrigada pelas ideias que vcs nos deram para fazer aqueles desafios. Eles renderam alguns textinhos no meu blog, então agradeço de todo jeito. Continuem com este trabalho maravilhoso!!
        Ah, acho que vcs comentaram uma vez que existem sites que dão esses elementos para escrever um texto, se puderem indicar, por favor.
        Beijos!

  1. Meus caros,
    Entre macambúzias e aprazíveis cidades, não acho que a cidade soturna, sorumbática, misantrópica, melancólica e taciturna seja uma invenção de Stephen Meyer e seus vampiros serelepes. Vocês mesmo mencionaram Hawkins de Stranger Things que faz referência a filmes como E.T., Conta Comigo e Poltheirgeist, todos eles ambientados neste tipo de cenário. Se voltarmos ainda mais, encontraremos cenários assim até mesmo nos contos infantis de centenas de anos.
    O que me parece mesmo, é que para aumentar o contraste na chamada a ação, o protagonista precisa estar melancólico antes de sair do lugar comum e ir para o lugar fantástico. Se o protagonista inicia a história numa agitada grande cidade, a chamada a ação que melhor contrasta com este lugar comum é a calmaria do campo, o desapego a tecnologia ou o isolamento em uma ilha paradisíaca. Neste estilo de história me vem a mente Robison Crusoé, Lagoa Azul, A Cidade e as Serras, As Aventuras de Pi e o Náufrago.
    Um abraço e até o próximo episódio.

  2. Excelente episódio!

    Sempre tive ideias para histórias, mas somente agora estou me aventurando no mundo das palavras e começando a esboçar meu primeiro romance. Fico feliz que vocês voltaram! Suas dicas e discussões são muito inspiradoras para alguém que está começando como eu.

    Vou dar somente um toque em relação ao site. Quando se digita “gente que escreve” no google, não aparece o link para o site com todos os episódios. Aparece somente o link para o episódio 001. De modo que eu tenho sempre que entrar no episódio 001, ir no Menu, clicar no Gente que Escreve, e aí sim ser encaminhado para a página com todos os episódios. Não sei se isso é fácil de resolver, mas acredito que muita gente fique meio perdido até encontrar esse caminho para acessar os podcasts, podendo até desistir em alguns segundos.

    Obrigado pelo conteúdo, e sucesso pra vocês!

  3. Ol! Em primeiro lugar parabéns pelo vosso podcast. Talvez vocês me consigam resolver uma dúvida. Tenho contos, gratuitos, na smashwords, com muitos downloads no Brasil. Mas onde andam esses leitores? Não encontro críticas online que possa ligar a esses dowloads. Serão robots? Eh eh! Como posso conseguir opiniões de leitores no Brasil? ( grupos de facebook, grupos no goodreads…). E se for junto de leitores de língua inglesa (com a tradução claro). Obrigada!

Deixe um comentário