[SOS Cast #21] Heróis

Heróis. Nossos grandes modelos sociais passam por um momento complicado ao enfrentar o cinismo social e o levante das histórias “sombrias” nas quais ser o mocinho é mal negócio. Para comentar essa situação, e promover um verdadeiro Encontro Notável, Fábio M. Barreto e Thiago Siqueira reúnem-se pela primeira vez para debater a essência e motivações de personagens marcantes como Super-Homem, Batman, Ned Stark, Doctor Who e todas as nerdices que circundam a vida desses exemplos a serem seguidos.

FILMES RECOMENDADOS
Trailer de The Guard:

Trailer de Meia-Noite em Paris:

Duração: 1h05min

EDIÇÃO:
Marcelo Salgado

IMAGENS:
Marcus Roberto

SUGESTÕES, CRÍTICAS, RECLAMAÇÕES, TEORIAS DA CONSPIRAÇÃO
Envie e-mails para: contato@soshollywood.com.br

NO TWITTER:
@soshollywood

RSS e iTunes
ATUALIZADO: Adicione o feed do SOSCast no seu iTunes ou outro serviço de download.

[display_podcast]

Sobre 

Fábio M. Barreto roteirista e diretor de cinema e TV. Baseado em Los Angeles, nos Estados Unidos, atuou como criador de conteúdo multimídia, mentor literário e é escritor premiado e com vários bestsellers na Amazon.com.br. Criador do podcast "Gente Que Escreve" e dos cursos "Escreva Sua História" e "C.O.N.T.E. - Curso Online de Técnicas para Escritores".

    Saiba mais sobre mim:
  • facebook
  • googleplus
  • linkedin
  • twitter
  • youtube

13 thoughts on “[SOS Cast #21] Heróis

  1. Fabio e galera, esse ano tinha publicado um post sobre o tema dos heróis: http://999thnight.blogspot.com/2011/01/o-que-aprendi-com-super-herois.html

    Muitos assuntos no cast, não faz sentido comentar tudo. Só uma coisa sobre Guerras dos Tronos é que acho que o conceito está registrado nos livros, e isso é fundamental. A estilística de Martin coloca o leitor vendo pelos olhos de cada personagem o que faz a pessoa entender cada uma delas. O que vejo de positivo no trabalho do Martin é um conceito dos guardiões. O Night’s Watch é o conceito dos guardiões: um grupo maltratado, desprezado, o refugo da sociedade, mas cuja a honra, o dever, o juramento, a missão é tão superior que são os guardiões da humanidade. E isso é Luz. É esperança, a chama imperecível. A impressão que o mundo é soturno é um sentimento generalizado, entranhado na mente coletiva atual, por isso se identificar com governos ruins, brigas por poder, luxuria, mas a esperança de que há uma chama no Norte existe. Que sejam super-heróis, sejam anjos, sejam os Night’s Watch, a chama não está perdida, e na hora que as trevas avançarem será a chama desses guardiões que afastará as trevas é o conceito positivo. Pelo que li já acho a Aria apenas uma sobrevivente, é um arquétipo interessante, mas não é heroico. Por isso acho que o que retrata o heroísmo são os Night’s Watch, não John Snow, mas o grupo, o conceito em si.

    E mais uma vez um cast que vale a pena a pessoa ouvir. Vou torcer que leiam o que escrevi e torcer que os grandes e brilhantes heróis inspirem a humanidade. Esperando pelo próximo. Might the Force be with us…

  2. Excelente…
    Um tema que gosto muito por ser colecionados de HQ’s, da DC Comics…
    E convidado melhor não poderia ter para falar sobre esse tema, o Thiago Siqueira.
    Uma ótima discussão, ótimas dicas de filmes, irei procurar ver os dois assim que estiverem disponíveis.

  3. Bello podcast, amigos. A definição do Siqueira para o Superman é igual a minha. Eu fico puto quando vejo gente falando que o Supes não funciona nos dias de hoje. Ele é o ícone! O símbolo maior de um ideal, de ser melhor, que inspira as pessoas. Tem uma frase daquele seriado Lois & Clark que é muito boa. “Clark Kent é quem eu sou. Superman é o que eu posso fazer.”

    Poucos autores, tanto nos gibis como no cinema, entendem o Supes. Morrison é um deles, Mark Waid e Mark Millar também. No cinema, Richard Donner entendeu. Singer não. Singer regurgitou ideias que não eram dele e fez um filme que não funciona nem como drama, nem como ação e nem como comédia galhofa.

    Queria ouvir um Sos cast com o Siqueira só falando do bom doutor =)

  4. Muito bacana o cast! Parabens pelo programa. Gostei muito da discussão sobre o que é ser herói ou anti-herói? Hoje temos uma visão bem distorcida do que é ser um herói de verdade, pois apreciamos heróis mais agressivos, mais violentos enquanto os valores de honra, respeito e perdão vão ficando cada vez mais raros. Por outro lado, heróis desse último tipo a meu ver serão muito mais valorizados no futuro, pois serão poucos. Parabens e abraços!

  5. as musicas foram o 3rd man, me deu vontade de ver os filmes

    vcs não conhecem “a noite dos tempos” (René Barjavel)? nunca ouvi nenhum podcast, MRG, rapadura, JN… ou ao menos não achei algum.

  6. Quando me vejo procurando por podcast novos me deparo com o SOS Cast e para minha surpresa é este é do Fabio Barreto. Eu sendo ouvindo assíduo do rapaduracast e tenho como maximos o Mauricio Saldanha (que infelizmente ja não esta mais presente) e Fabio Barreto. Quanto acho um cast com o sr Barreto logo descubro que o último post data de 30/06/2011…. realmente uma pena.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *