Gente que Escreve – 066 – Escrevendo no Isolamento e Ficção Curta

Chega a hora de mais um retorno do Gente Que Escreve. A parada em 2020 meio que aconteceu, aí veio a Covid-19 e o mundo mudou. Algumas mudanças, porém, vieram para bem e uma delas manifesta-se nesse episódio. Além de falar sobre o efeito do isolamento na vida de quem cria conteúdo e oferecer uma alternativa viável por meio das ficções relâmpago e formatos mais curtos, o episódio 66 celebra a volta do pequeno gigante.

Rob Gordon voltou! Podem festejar!
(Depois de muita pentelhação do Barreto, diga-se de passagem.)

Mas essa não é a única mudança no podcast, pois também nos despedimos do editor Danton Freitas e marcamos outro retorno. Danilo Battistini volta a editar os programas, agora quinzenais. Então, prepare-se, fique em casa e segure essa barra com o retorno da escalação clássica do programa.

O programa de hoje começa em 3, 2, 1… vai!  

INSCREVA-SE! Link para receber as dicas de ficção relâmpago e informações sobre o curso pioneiro da Jana Bianchi: aqui.

Participe desta edição e COMPARTILHE sua história de Isolamento Social com a comunidade. Como você está encarando tudo isso? Conseguiu escrever? Não conseguiu? Abra seu coração com a gente!


Fábrica de Histórias

O Fábrica de Histórias é um financiamento coletivo recorrente para apoiar meus textos e o Gente Que Escreve. Lembra do Desafio das 3 Páginas? Todo mundo adora, então ele voltou. Além disso, uma das metas é GARANTIR o podcast semanal, remunerando a equipe e aprimorando ainda mais a qualidade das gravações (preciso comprar uma caixa anti-reverberação, por exemplo).

Quem apoiar o projeto na Categoria “Desafio das 3 Páginas” terá o texto avaliado em episódios mensais do Gente Que Escreve por mim e convidados especiais.


 

APRESENTAÇÃO

Fábio M. Barreto e Rob Gordon

EDIÇÃO DE ÁUDIO E LOCUÇÃO

Danilo Battistini

ARTE DA CAPA

Johnny Bijos

LOGOTIPOS

André Zuil

MÚSICA TEMA

“Would you Kindly”, tema original composto e cedido por Daniel Bellieny

DESIGN E HOSPEDAGEM DO SITE

Alexandre Chaves – Fireball

LINKS RECOMENDADOS

Barreto na Amazon – Horror, FC & Fantasia, Suspense e mais! Barreto Unlimited – Canal do Barreto no YouTube Goodreads – Livros do Barreto na comunidade norte-americana. Escreva Sua História – plataforma de cursos de Escrita Criativa

FEED DO iTUNES

https://itunes.apple.com/us/podcast/gente-que-escreve/id1042737562 Assine, comente e avalie!

FEED PARA OUTRAS PLATAFORMAS

http://feeds.feedburner.com/GenteQueEscreve

OUÇA NO SPOTIFY

Spotify

SIGA/CURTA NOSSAS REDES SOCIAIS

http://www.twitter.com/gentequeescreve http://www.twitter.com/fabiombarreto http://www.instagram.com/fabio.m.barreto http://www.facebook.com/ofabiombarreto

SUGESTÕES, CRÍTICAS, DÚVIDAS E QUALQUER COISA, AFINAL, NINGUÉM LÊ ISSO AQUI.

Envie e-mails com para: gentequeescrevepodcast@gmail.com

Sobre 

Fábio M. Barreto roteirista e diretor de cinema e TV. Baseado em Los Angeles, nos Estados Unidos, atuou como criador de conteúdo multimídia, mentor literário e é escritor premiado e com vários bestsellers na Amazon.com.br. Criador do podcast "Gente Que Escreve" e dos cursos "Escreva Sua História" e "C.O.N.T.E. - Curso Online de Técnicas para Escritores".

    Saiba mais sobre mim:
  • facebook
  • googleplus
  • linkedin
  • twitter
  • youtube

7 thoughts on “Gente que Escreve – 066 – Escrevendo no Isolamento e Ficção Curta

  1. Feliz com as surpresas! Essa dupla é sensacional! Parabéns por mais um(a) filho(a), Fábio! Eu estou no caminho inverso, pois eu estou postergando a escrita há anos, mas como praticamente não posso prestar meus serviços durante este isolamento, e minha mente está fervilhando de ideias, creio que agora sim começo a minha vida de escritor! Kkk
    P.s.: O Civilization VI está gratuito na Epic Games até o dia 28/05/2020.

  2. Aqui é o Elias Flamel de São Paulo.
    Muito legal o cast e é bom ouvir o gente que escreve novamente.

    Em relação a quarentena, a minha mente funcionou de um jeito diferente. Fiquei pensando “As pessoas estão em casa e precisam ler algo, precisam se distrair”. Esse pensamento funcionou como incentivo e também como pressão. Depois de lançar o que eu queria, percebi que muitas pessoas estão desmotivadas para ler. Pensamentos e frustrações começaram a surgir e comecei a me agarrar a pequenas vitórias (pessoas que me acompanham, resenhas positivas do passado e do presente e algumas vendas). Hoje estou mais tranquilo e adotei uma rotina.

    Sobre as leituras, peguei o Mágico de Oz e alguns quadrinhos. Ver as notícias e o desenrolar do cenário atual é uma carga enorme…parece que estou carregando o Brasil inteiro nas costas. A pegada infantil do Mágico de Oz, onde atravessar um buraco ou um rio é retratado de forma encantada como um grande feito, está me fazendo bem.

    Rob, parabéns por ter o Terapia de volta.
    Barreto, parabéns pelo Snowglobe

    P.S. Quem estiver na dúvida leia. Já li a última obra do Barreto e gostei bastante.

  3. Olá!
    Terminei o programa hoje. Parcelei em 3x. Em primeiro lugar, parabéns pela perseverança. Não é fácil manter um podcast. Sei que não é.
    Trabalhar em casa não e novidade para mim. Sou professor.
    Apesar de agora (acreditem!) o fluxo de atividades tenha aumentado bastante. Quantoo à escrita, no início produzi bastante, no entanto, agora estou extremamente desanimado. O mesmo aconteceu com a leitura. Devagar, devagar.
    Também preciso ajudar minha esposa com as tarefas de casa.
    As aulas online tomam boa parte do meu dia (conforme já citei). Tanto as que leciono quanto as do meu filho que acompanho.
    Fico feliz por você Barreto, por ter pessoas o apoiando, como o seu sogro, por exemplo, em tempos tão difíceis. E parabéns aí por ser pai pela terceira vez.
    Curti muito a volta do Rob. Diferente dele, só leio as notícias à noite, isso faz com que eu passe o dia melhor.
    Enfim, saibam que compartilhar, principalmente nessa época, um pouquinho da vida de vocês, contribui para que nós ouvintes também possamos levar as nossas com mais leveza.
    Obrigado pelo programa. Sucesso com os projetos.
    Um grande abraço.

    PS. Peço, Barreto, desculpas pela mensagem na DM do seu Twitter. Estava empolgado enquanto ouvia o programa, mas depois refleti que posso ter soado intrometido.

  4. Bom dia! Aqui é Émerson falando nesta manhã nublada em mais um dia de Porto Alegre/RS. Parabéns aos dois pelo retorno e um parabéns especial para o Fábio por mais um mini escritor que estar por vir. Já escutei todos os episódios, mas nunca consegui interagir, pois o podcast estava parado. Espero interagir bastante de agora em diante com vocês, meus primeiros mentores na escrita. Gostei bastante da obra “A invasora” do Fábio e de “Débora e a copa” do Rob. Devo dizer que não curto futebol, mas o batata me fez querer continuar até o fim este livro. Ainda não adquiri o Snowglob, mas já está em minha lista. Queria ouvir um podcast sobre o tema “Devo escrever para min ou devo considerar em primeiro lugar as questões comerciais?”, pois penso nisto frequentemente, comecei um romance e postei no wattpad (com erros de narrativa, pois aprendi algumas coisas só depois), só tem um capítulo até agora, escrevi este primeiro por que tem mais público do que fantasia e ficção científica, temas que realmente teria mais interesse. Mas fico com vontade de parar e escrever o que me interessa, aliás, já dei uma paradinha e comecei uma nova história de fantasia. Outra coisa que percebi é que começo as histórias com narrativas, mas depois utilizo muito mais diálogos, não sei se isto é um problema, mas parece que é a história que fluí naturalmente para este lado. O que vocês acham disto? Abraço e fiquem com Deus.

  5. Olá Fábio. Ouço o podcast há um tempo, (não desde o começo) gosto bastante do conteúdo de vocês, têm me ajudado bastante com as minhas próprias histórias.

    Essa é a primeira vez que comento e gostaria de fazer algumas considerações: em se tratando de conteúdo, já disse o quanto tem sido bom ouvi-los e poder aprender com as dicas de vocês. Sou escritor por teimosia ou por missão (gosto de acreditar na segunda….kkkkk) porque bem sabemos que escrever no nosso país não deixa ninguém rico, não é? A mais ou menos dois anos resolvi investir em um curso de roteiro e a vontade de escrever só aumentou. Resolvi escrever por causa do comentário sobre os ataques de oportunidade do Barreto. Não consigo entender como alguém que escreve (ou pelo menos deveria escrever, já que essa é a premissa do podcast) e se ofende com a divulgação dos trabalhos de vocês.

    Enfim, espero que o podcast continue o sucesso que é, estou feliz que o Rob voltou.

    Ps: peguei o snowglobe e céu de Lili , ainda não comecei a ler, mas logo os lerei e quando Filhos do Fim do Mundo estiver ok avisa que eu pego também. Li O Dia Que a Inspiração Apareceu, é muito bom. Continuem escrevendo, o trabalho de vocês é inspirador.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *