Tarantino NÃO vai ao Brasil!

tarantino_sm

Alegria de pobre dura pouco e, novamente, um grande nome do cinema cancela sua visita ao Brasil. Desta vez foi o maluco e matador de nazistas Quentin Tarantino. A Universal confirmou hoje pela manhã.

Ano passado, o elenco de Speed Racer visitaria o Brasil (ninguém reclamaria da presença de Susan Sarandon, John Goodman e Emily Hirsch mesmo por conta de um filme fraco), mas a viagem desandou e a Warner precisou cancelar o evento. Dessa vez estava tudo certo para que Quentin Tarantino participasse de forma estelar do Festival Internacional do Rio. Entrevistas estavam agendadas (coletiva, mesas redondas e individuais selecionadíssimas), toda a estrutura de imprensa preparada (em mais um ótimo trabalho da Cecília Moraes, aliás) e eis que surge a confirmação: ele não vai!

A razão é das mais aceitáveis e, de certo ponto, esperada: cansaço. Bastardos Inglórios esgotou o sujeito que, depois de filmar, editar e fazer uma primeira rodada de divulgação internacional, resolveu rodar o resto do mundo mostrando o filme e atraindo atenção para seu filme, atual décimo colocado no ranking de bilheterias norte-americanas. O Rio seria a cereja do bolo. Não deu certo. Quem leu as últimas Sci-Fi News sabe que ando comentando o esgotamento dos profissionais do cinema de Hollywood por conta da divulgação. É um circo gigantesco, porém necessário. Centenas de entrevistas ao longo de praticamente um mês de viagens, câmeras, gravadores e telefonemas. Se quando entrevistamos gente demais cansa, imagine ser entrevistado por gente demais? O debate continua e, cada vez mais, um novo formato se faz necessário.

Sem a presença de Tarantino, o Festival do Rio deve manter a pré-estréia de Bastardos Inglórios e homenagear seus outros participantes, não tão pop quanto Tarantino, mas, em essência, pessoas do cinema. Além de tudo, vendeu os 200 ingressos para o evento em 20 minutos. Ok, tudo mundo queria ver o diretor, mas o longa “quebra o galho”. O filme merece, combina com o evento e, convenhamos, demorou demais para estrear nos cinemas brasileiros.

ps.: A notícia me deixa especialmente triste pela Renata Primavera, da Sci-Fi News, que estava completamente alucinada e empolgada com a entrevista de um dos ídolos dela. Outras chances virão, Rê!

Sobre 

Fábio M. Barreto roteirista e diretor de cinema e TV. Baseado em Los Angeles, nos Estados Unidos, atuou como criador de conteúdo multimídia, mentor literário e é escritor premiado e com vários bestsellers na Amazon.com.br. Criador do podcast "Gente Que Escreve" e dos cursos "Escreva Sua História" e "C.O.N.T.E. - Curso Online de Técnicas para Escritores".

    Saiba mais sobre mim:
  • facebook
  • googleplus
  • linkedin
  • twitter
  • youtube

7 thoughts on “Tarantino NÃO vai ao Brasil!

  1. Também fico triste pela Renata já que o Tarantino não está na lista dos meus preferidos. Mas admito que ele faz filmes geniais e é uma pena o Festival não poder contar com a sua presença.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *