Chuck em 3D: idéia boa, mas ainda é cedo

Efeito tridimensional funcionou, mas óculos 3D mostram-se incômodos e inadequados para um dos principais objetivos do ato de assistir TV: conforto!

A NBC tem se mostrado bastante proativa e vanguardista em torno de suas séries mais queridas. Heroes teve campanhas de marketing inventivas ao longo de seus anos de vida e agora Chuck, um dos melhores produtos do canal, foi vítima do lado desbravador da rede. Depois de forte campanha televisiva, distribuição ostensiva de óculos 3D e de uma prévia dentro do SuperBowl, o canal estreou o episódio especial de Chuck, em 3D. O episódio foi bom, já os óculos…

Assim como no SuperBowl, testamos dois óculos diferentes em Chuck: o de celofane distribuído nos supermercados, com lentes vermelha e azul, e feito de papel não muito rígido; e o óculos Real3D, utilizado nos cinemas. Imaginava que apenas algumas partes do episódio seriam exibidas em 3D, mas foi a coisa toda. A entrada ficou boa, especialmente por ser “animada” e dar mais a sensação tridimensional do que as pessoas, que também ganharam bom senso de profundidade. Em alguns momentos, e apenas com os óculos de papel.

Notar que o ‘equipamento’ dos cinemas não funcionou foi péssimo, pois eles oferecem muito mais conforto, não afetam muito sua visão do resto das coisas e garantem uma experiência melhor. O modelo de papel é desengonçado, causa dor de cabeça e se torna um estorvo depois do segundo intervalo comercial.

Nessa hora resolvi tirar para ver como estava o episódio sem os óculos. As duas camadas coloridas do espectro 3D estavam lá e de forma bem discreta. Podiam ser percebidas, mas não atrapalhavam, então assim fui até o final, sem dor de cabeça, sem ver o resto do mundo como um sinal de TV mal sintonizado e rindo do mesmo jeito.

A idéia dos óculos 3D é boa, mas precisa ser utilizada em condições ideais. E o material envolvido ainda não está de acordo com os padrões mínimos de conforto e no aumento da experiência de assistir TV. Vou esperar mais uns anos antes de tentar fazer isso de novo. Continuo indo aos cinemas quando quiser assistir algo em 3D.

Sobre 

Fábio M. Barreto roteirista e diretor de cinema e TV. Baseado em Los Angeles, nos Estados Unidos, atuou como criador de conteúdo multimídia, mentor literário e é escritor premiado e com vários bestsellers na Amazon.com.br. Criador do podcast "Gente Que Escreve" e dos cursos "Escreva Sua História" e "C.O.N.T.E. - Curso Online de Técnicas para Escritores".

    Saiba mais sobre mim:
  • facebook
  • googleplus
  • linkedin
  • twitter
  • youtube

5 thoughts on “Chuck em 3D: idéia boa, mas ainda é cedo

  1. Ah, legal todo o episódio ter sido em 3D, achei que seria só algumas partes tmbm, mas vou esperar alguem inventar TV 3D sem oculos pra mim assistir… Heheheuheu

    Então, vai rolar alguma materia sobre a volta de Heroes, to doido pra saber como foi, soube que foi realmente bom mas a audiência não passou da casa dos 8 milhões…

  2. Eu sempre odiei assistir qualquer coisa em 3D. As atrações dos parques da Disney e Universal só são suportáveis porque são rápidas, cinema e TV nem pensar. Talvez um dia no futuro eu me renda ao 3D, eu sempre acabo me rendendo às coisas que me desagradam logo de cara. Quando você conseguir assistir a um episódio inteiro, me avisa ^_^
    Saudades, vê se entra no MSN.
    Beijo

  3. Fala Fábio…Beleza? Pois é, fiquei sabendo desse episódio de Chuck, e fiquei bem surpreso, pois, se não me engano é o primeira série a fazer isso, né?!
    Só tenho uma dúvida, quando o dvd for lançado, o episódio será em 3d também, ou foi só para tv americana?

    Até mais!!!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *